Assessoria de Imprensa

Ato.Z Comunicação realiza campanha inédita no Brasil e mobiliza comunidades do Amapá, Amazonas, Acre, Pará, Rondônia e Roraima


Case Educação em Saúde - Malária
Ato.Z Comunicação realiza campanha inédita no Brasil e mobiliza comunidades do Amapá, Amazonas, Acre, Pará, Rondônia e Roraima
Cliente: 
Mobilização Contra Malária

A Ato.Z Comunicação foi convidada para participar do projeto e recebeu a missão de criar uma campanha que proporcionasse educação em saúde e também ajudasse a controlar o número de casos de malária em 47 municípios dos estados do Acre, Amapá, Amazonas,Pará, Rondônia e Roraima. E qual foi a proposta da Ato Z Comunicação? Sensibilizar as pessoas com relação à malária por meio do amor. Ou seja, mesmo que a pessoa não queira fazer o tratamento completo, ela vai fazer para proteger os filhos, a esposa, o marido, os vizinhos. Porque a partir do momento que ela não se trata, esta pessoa continua com malária e pode provocar novos casos da doença na família e na comunidade.

Com este apelo de sensibilizar pelo amor e não apenas pela dor da doença, da tragédia, que a Ato.Z Comunicação foi selecionada entre as seis agências que participavam da concorrência para desenvolver a campanha. É a primeira vez no Brasil que acontece uma campanha específica para a malária.

Da concepção à ação:

O projeto apresentado tinha o nome “Expansão do Acesso às Medidas de Prevenção e Controle da Malária para Populações Vulneráveis da Amazônia Brasileira”. Nosso desafio era torná-lo acessível e sempre presente nas ações da comunidade. Assim foi desenvolvida a marca Mobilização Contra Malária e os anúncios em tv e rádio, outdoors, oficinas com lideranças das comunidades, assessoria de imprensa, uniformes, grande inflável, materiais impressos – álbuns seriados, gibis, folders, cartazes, calendário para manutenção do mosquiteiro, adesivos, leques, entre outros.

O objetivo é mostrar a importância do uso do mosquiteiro, a necessidade de realizar o exame de malária quando sentir os primeiros sintomas, assim como o fato de que se deve fazer o tratamento completo para evitar que a doença se propague em uma comunidade.

Desafios do Projeto

- Gerar mobilização. Desenhar uma campanha que convidasse as pessoas a participar e a realizar ações locais;
- Linguagem acessível às pessoas, pois se trata de uma população com baixa escolaridade;
- Tornar a população mais receptiva à ação dos agentes de instalação dos mosquiteiros/cortinados;
- Levar a campanha a comunidades localizadas em regiões de difícil acesso;
- Desmistificar algumas crenças que atrapalham controle da malária.

Desenvolvimento logo:

Era preciso mostrar a grandiosidade do projeto, a seriedade e um nome que resumisse todas as ações e expectativas do projeto, depois de estudos, análises e ajustes o projeto recebeu a marca: Mobilização Contra Malária

A marca representa o esforço de cada pessoa que participa do projeto. A união entre elas: entidades, governos, comunidades ribeirinhas, comunidades indígenas, de garimpos, das famílias dos seis estados, dos profissionais em saúde, entre outras que são fundamentais para levar a informação e gerar essa mobilização na comunidade.

Slogan: Unidos pela saúde - transmite ideia de mobilização e convida as pessoas a se unirem para minimizar os casos de malária.

  • E esta marca estará em todas as peças da campanha.

Humanização da campanha:

Como as pessoas iriam conhecer a campanha? Não bastava ter uma marca e conteúdo para transmitir a ideia e levar a educação em saúde que pretendíamos. Era preciso a linguagem adequada.

Era preciso envolvê-las, permitir que elas se vissem na campanha. Com este objetivo de atrair, de gerar envolvimento foi criada a Rede do Bem.

A Rede do Bem é formada pela Agente Gentil, Dona Vita e Doutor M.

  • Juntos conscientizam a população sem informações técnicas, mas com histórias divertidas e envolventes;

Fases da campanha

A estratégia da campanha é evidenciar seus três pilares: prevenção, diagnóstico e tratamento. Os três aspectos são fundamentais para interromper o ciclo da malária, em que paciente doente é picado pela fêmea do Anopheles, este mosquito fica infectado e, por sua vez, ao picar uma pessoa sadia, acaba transmitindo a doença. É por esse motivo que os conteúdos, abordagens e materiais de apoio à campanha abordarão estes três pontos.

No primeiro momento será apresentada a “imagem” do agente como responsável pela instalação dos mosquiteiros/cortinados e estimulado o uso correto dos mosquiteiros. Essa forma de se prevenir será abordada em anúncios no rádio e na televisão, cartazes, e, principalmente, pelos agentes. Eles irão de porta em porta levar os kits preventivos (mosquiteiro/cortinado, gibi/cartilha e calendário). Sempre que uma família tiver recebido a visita dos agentes, será colado um adesivo na fachada dessa casa informando que aquela família está protegida.

A segunda fase consiste em conscientizar a população sobre os sintomas da doença e a necessidade de buscar o mais rápido possível o serviço de saúde para fazer o exame de malária.

A terceira fase relembra os pontos anteriores, mostrando a necessidade de não se descuidar, e estimula a realização do tratamento completo. Muitas pessoas param de tomar os remédios assim que a doença começa a dar os primeiros sinais de melhora, mas a cura só é definitiva se os remédios forem tomados periodicamente e até o final.

Entidades envolvidas:

O Projeto de Mobilização Contra Malária é uma iniciativa patrocinada pelo Fundo Global de Luta contra Aids, Tuberculose e Malária, realizado pela Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e pela Fundação Faculdade de Medicina (FFM), por meio da Unidade Executora do Projeto (PEU) e do Ministério da Saúde.

Resultados

Ações de panfletagem, inflável instalado em pontos estratégicos, oficinas nas escolas, anúncios com o jingle da campanha convocando a população para participar do lançamento das ações municipais, entre várias outras ações, são os desdobramentos da campanha desenvolvida pela Ato Z Comunicação e que visa o engajamento das comunidades dos estados do Amapá, Amazonas, Acre, Pará, Rondônia e Roraima.

“É emocionante ver que as ações que idealizamos há um ano estão ganhando vida na mão da população. O projeto foi realizado para que as pessoas se apropriassem dos materiais e dessem diferentes usos. O que procuramos construir foi uma base, que, aliás, está toda à disposição no site para que mais pessoas utilizem,” explica Meriellin Albuquerque, diretora da Ato Z Comunicação.

Após a veiculação dos anúncios na televisão e no rádio, os moradores de algumas comunidades chegaram a entrar em contato com as equipes de saúde para saber o momento que o Agente Gentil, nome dado a uma das personagens, passaria em sua casa. “As pessoas se identificaram com a imagem da campanha. A utilização dos personagens deu leveza ao conteúdo que abordamos, sem que a população se sinta cobrada, mas sim tocada a aderir à campanha para proteger sua família e seus vizinhos”, detalha

A estratégia elaborada pela Ato Z Comunicação Inteligente buscou envolver os governos municipais, estaduais, os líderes do projeto até as comunidades com o compartilhamento de informações relacionadas a prevenção, diagnóstico e tratamento.

Com este volume de ações, foram necessárias mais de cinco carretas para levar os materiais da campanha aos 47 municípios que participam da Mobilização Contra Malária e uma logística de distribuição de cerca de dois meses para alcançar regiões que são acessadas apenas por barco ou avião.

Veja alguns momentos:

Agência desenvolvendo o projeto para participar da concorrência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficinas com líderes das comunidades dos 47 municípios

Líderes desenvolvendo o protótipo do folder da campanha

 

Jornais destinados aos agentes de saúde

Gibis que explicam de maneira lúdica prevenção, diagnóstico e tratamento

Instalação do mosquiteiro

População recebendo os primeiros materiais (foto com inflável, leques...)

Trabalho de aluno depois de uma oficina na escola sobre a malária

Anexo original para downloadTamanho
001.jpg14.95 KB
002.jpg6.31 KB
003.jpg36.37 KB
004.jpg13.94 KB
005.jpg15.46 KB
006.jpg12.4 KB
007.jpg21.78 KB
008.jpg18.72 KB
009.jpg17.11 KB
010.jpg22.14 KB
011.jpg23.32 KB
012.jpg24.71 KB
013.jpg29.42 KB
014.jpg19.73 KB
015.jpg17.12 KB
016.jpg19.36 KB
017.jpg18.94 KB
018.jpg23.33 KB
dsc00822.jpg274.34 KB

Depoimentos

“A Ato Z criou diversas oportunidades para o Instituto RV aparecer em varias mídias impressas e televisivas. Essa exposição gerou um expressivo crescimento...

Vinícius Paciulo

Fisioterapeuta do Instituto RV

Notícias

Assessoria de imprensa gera autoridade para profissionais e empresas que desejam ser referência
A autoridade cria uma distinção entre você e o restante do mercado. De quem as pessoas querem comprar?
Saiba Mais
Sua empresa tem planejamento para 2017?
Conteúdo e relacionamento estratégicos podem tornar sua marca referência nacional
Saiba Mais
Cia de Franchising é o novo cliente da Ato.Z Comunicação Inteligente
Assessoria de imprensa nacional e produção de conteúdo
Saiba Mais
45 DIAS FREE. BLACK WEEK: PACOTE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PARA UM ANO
A sua marca precisa de conteúdo estratégico?
Saiba Mais
Assessoria de imprensa para atuação nacional Assessoria de imprensa para expansão de redes de franquias
Assessoria de imprensa estratégica para atuação nacional
Saiba Mais

Newsletter

Receba novidades sobre o mercado de comunicação empresarial e sobre a Ato Z Comunicação. Cadastre-se!